4.1.16

ÉFilme: A invenção de Hugo Cabret


Oooi Amigas! Tudo bem?
Estamos no primeiro post do ano UHUUL o/ e para começar bem a segundona, dica de filmeee *-*
Esse será o primeiro post de muitos, isso quer dizer que já começamos com série nova para as minhas leitoras e leitores <3
A intenção é indicar filmes, já que muita gente está de férias, e nem todo mundo saiu de casa, achei uma maneira super legal de aproveitar mesmo assim!
Bora.



A invenção de Hugo Cabret
Sinopse adorocinema: Paris, anos 30. Hugo Cabret (Asa Butterfield) é um órfão que vive escondido nas paredes da estação de trem. Ele guarda consigo um robô quebrado, deixado por seu pai (Jude Law). Um dia, ao fugir do inspetor (Sacha Baron Cohen), ele conhece Isabelle (Chloe Moretz), uma jovem com quem faz amizade. Logo Hugo descobre que ela tem uma chave com o fecho em forma de coração, exatamente do mesmo tamanho da fechadura existente no robô. O robô volta então a funcionar, levando a dupla a tentar resolver um mistério mágico.
O elenco



Minha opinião sobre o filme: A história já começa envolvente e com aventura, mostrando de cara um mistério no ar, não vou falar o que é, para não dar spoiler, a intenção é fazer vocês ficarem com vontade de assistir, haha!
Tem algumas partes que são mais dramáticas, aliás faz jus ao gênero né?! Que é drama, aventura e família. Mas gosto desse tipo de filme que sempre há uma esperança, sabe?!



Por se passar na França, tem todo um ambiente nevasco e a sonoplastia (para quem não sabe, são os efeitos sonoros) eu adorei, principalmente porque a história se passa em uma outra época, tempos antigos.
Quando Hugo faz amizade com Isabelle, juntos se divertem muito, com essa amizade tão bacana conseguem chegar ao ponto em que eles tanto esperavam, que é quando surge o mistério, esse é o foco de tudo.



Sim, o filme inteiro tem haver com aquele robô citado na sinopse... opsss rs.
Durante a história as personagens fazem várias descobertas interessantes, abordando bastante assuntos que envolvem o cinema, como surgiu, os primeiros filmes, algo bem típico francês, já que a população de lá é bem cultural, valorizando as artes.



O toque suave de humor, fica por conta do inspetor da estação. Ele é meio bobo, mas é engraçado, claro que não é como comédia, senão ficaria um pouco sem nexo o filme.


E sempre mais e mais aventuras, o filme parece um quebra cabeça, que só começa a fazer todo sentido do meio para o final.
Hugo arrisca várias vezes a sua vida para lutar pelo que ele acredita, sempre esperançoso de que todo esse esforço valerá a pena.



Então quer saber que mistério é esse? Se ele conseguiu desvendar?
Indico super vocês assistirem!
AH! Olha essa frase: "gosto de imaginar que o mundo é uma grande máquina. Você sabe, máquinas nunca tem partes extras. Elas têm o número e tipo exato das partes que precisam. Então imagino que se o mundo é uma grande máquina, que também estou nele por algum motivo. E isso significa que você também está aqui por alguma razão."



É isso amigaaaas, BEIJOOOS <3

0 comentários:

Postar um comentário

 
Layout criado e codificado para o blog Vennus | Cópia proibida © 2015